3 de nov de 2010

Sem você,

Hoje eu descobri que não consigo mais ficar sem você. É impossível. Eu confesso que estou totalmente dependente da sua companhia daqui por diante. Posso estar na noite mais agradável da semana, posso estar chorando de rir, estar ao lado de muita gente querida… Mais ficar sem você ao meu lado não dá. A minha mão não tinha lugar pra ficar, ali eu não tinha a sua pra segurar ou sua perna pra eu apoiar. E no ouvido de quem eu ia falar besteiras ao ver uma senhora engraçada tropeçando do outro lado da rua? Ou quem ia me encher de beijinhos quando eu fizesse cara de dó porque alguém me zoou? Quem ia brincar comigo de ser meloso e fazer cara de nojo depois? Quem ia dividir um sorvete comigo, ou terminar de comer o que eu não aguentei? Esse quase meio ano me acostumou mal, muito mal. Que vazio foi hoje, sem você ali comigo. Ainda bem que eu sei que você está ai, lendo isso e amanhã é outro dia, no qual eu vou te encher de beijo, te apertar até você resmungar e dizer que eu te amo de verdade.