5 de dez de 2010

fingir,

o que o tempo não apaga, a gente finge que esquece !